Siga o blog por email

Seguidores do Blog

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Exclusão na educação é tema da Semana de Ação Mundial 2008

A Semana de Ação Mundial de 2008, "Educação de qualidade para todos: Ponham fim à exclusão, agora", chegou hoje (23), em seu terceiro dia, no ponto alto das manifestações: a mobilização "A maior lição do mundo". Nela, milhões de pessoas em todo o mundo estiveram reunidas, simultaneamente, em salas de aula para discutir exclusão nas escolas. Estima-se que em todo o mundo, existam 72 milhões de crianças sem escolarização.

Os políticos eram o alvo preferencial dos debates. Assim, na Argentina, mais de 250 escolas, em 17 províncias, participaram do ato. Também como parte da Campanha, jovens do país irão ao Senado para apresentar um documento, no qual os parlamentares devem se comprometer a trabalhar para alcançar uma educação de qualidade para todos.

No Chile, milhares de estudantes estiveram nas salas de aula para apresentar às autoridades suas inquietudes e propostas sobre o tema do direito à educação. Enquanto isso, 450 escolas mexicanas também levarão para suas salas de aula representantes das comunidades, personalidades e autoridades locais.

Na Venezuela, quem convocou para a sala de aula simultânea foi o Fórum de Educação para Todos. Já os políticos e estudantes colombianos, se uniram à maior lição do mundo e discutiram o tema da gratuidade, colocando todos e todas contra a exclusão.

A importância da educação inclusiva como meio de alcançar educação para todos, já está pautando os debates da Assembléia Nacional Constituinte no Equador. Nos colégios de todo o país, estão sendo elaborados Diálogos para a Educação, as propostas derivadas desses diálogos vão compor as reivindicações populares para garantir o direito à educação.

E na sexta-feira (25), os estudantes equatorianos farão a tomada das rádios do país para convocar os cidadãos a coordenar ações que exigiam dos constituintes a implementação de temas importantes da educação no texto final da Assembléia.

Os uruguaios se manifestam, durante a Semana de reivindicação, enviando mensagens eletrônicas exigindo qualidade de educação para todos às autoridades do país. Já na Guatemala, a mobilização está sendo feita com arte: uma exposição fotográfica apresenta a grave situação que enfrenta a educação no país.

Em Honduras, e na República Dominicana as manifestações também acontecem desde o dia 21. No Peru, o período da campanha servirá para apresentar os resultados do relatório "School Report - ¡No más excusas!". Como ato da campanha, os brasileiros conhecerão hoje o resultado da consulta eletrônica "O que é qualidade em educação?".

Fonte: http://www.adital.com.br/site/noticia.asp?lang=PT&cod=32718

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada
Se quiser, pode copiar e reproduzir os artigos aqui publicados, desde que sejam citadas a fonte e a autoria.