Siga o blog por email

Seguidores do Blog

sábado, 12 de março de 2011

Aluno a distância aprende melhor quando o tutor virtual é parecido com ele

09.03.2011 - da redação de Ache Seu Curso
Tem sido cada vez mais comum, em vários ambientes da educação presencial e principalmente na educação a distância, o uso de avatares ou de tutores virtuais, personagens criados pelos ambientes virtuais de aprendizagem que respondem questões básicas ou que dão instruções a respeito de como utilizar o sistema, como se movimentar no ambiente ou como entrar em contato com a instituição de ensino ou com professores e tutores reais. O crescimento desses personagens virtuais é o alvo de uma pesquisa realizada por pesquisadores da North Carolina State University (EUA) que concluiu que características superficiais assumidas pelos tutores virtuais (tais como raça, sexo, apresentação, modo de se comunicar e linguagem) interferem nos resultados apresentados pelos estudantes. Os pesquisadores concluíram que quanto mais essas características dos tutores se pareciam com as dos próprios estudantes, melhores foram os resultados escolares e a própria satisfação dos alunos com o sistema virtual de aprendizagem.
     A pesquisa, que será publicada na edição de maio da revista Computers in Human Behavior, acompanhou 257 estudantes de cursos online, comparando suas características com as de seus tutores virtuais. Verificaram, por exemplo, o estilo de comunicação desses alunos avaliando situações como as de interação que mantinham com os demais estudantes, e perguntaram aos próprios estudantes o quanto eles achavam que o estilo de comunicação dos tutores virtuais se parecia com o deles. Os pesquisadores verificaram haver maior envolvimento quando há similaridades, e o envolvimento e foco no estudo alcançou seu nível mais elevado quando houve a combinação de sexo e raça similares entre aluno e tutor virtual.
     Notou-se na pesquisa que a maneira como o tutor virtual reporta os feedbacks, os retornos a respeito do rendimento do aluno, são especialmente relevantes no grau de satisfação dos alunos com o ambiente virtual. Os alunos, que disseram como preferiam ser avaliados, mostraram ficar tão mais satisfeitos quanto mais esta maneira de avaliar lhes é familiar (por exemplo, o tutor afirmar que o aluno está entre os dez melhores, comparando-o com o resto da classe, ou então se sua nota evoluiu, comparando-o com seus próprios resultados anteriores). Mais do que isso, notou-se que a impressão subjetiva deixada pelo tutor durante esses feedbacks pode ter um efeito maior do que a metodologia em si. “Nós percebemos que as pessoas gostam mais, ficam mais envolvidas e consideram o programa de estudos mais favorável quando percebem que o tutor apresenta um estilo de feedback similar ao que ele próprio adota para si, embora isso não seja necessariamente verdadeiro”, afirmou um dos autores da pesquisa, Lori Foster Thompson, professora-associada da NC State University.
     Veja o texto de divulgação deste estudo pela NC State University (em inglês) aqui.
Matéria publicada no portal www.acheseucurso.com.br

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada
Se quiser, pode copiar e reproduzir os artigos aqui publicados, desde que sejam citadas a fonte e a autoria.